Quem Precisa de Você?

22 de outubro de 2020 0 Por Sam Silva PhD

Quem precisa de você? Você é indispensável?

Ou você segue a cartilha? Você gasta uma energia enorme se esforçando para se misturar no meio da multidão.  Você gasta um tempo enorme para saber quais são as regras do grupo para segui-las a risca. Você quer se destacar, mas dentro dos padrões da ditadura do grupo que você segue. Não há questionamentos, quem é legal usa um determinado tipo de telefone, veste um certo tipo de roupa, um certo tipo de bolsa e por aí vai.

Quem é legal tem esse tipo de cabelo, é membro de tal clube, frequenta tais e tais lugares.  Passar despercebido, sendo notado como parte do meio ambiente é tudo que tu queres. Falar o que todo mundo fala, falar do mesmo jeito.

Você só quer ser mais um na multidão, mas sendo diferente, entende? Outro dia um cara, vendo meus seis filhos, me perguntou:

  • Sam você acha que é mais fácil ter filhos nos Estados Unidos do que no Brasil? Como ele ja tinha morado por um tempo lá, ele conhecia a circunstancias do dois países.
  • Eu meio que fiz que não entendi.
  • O que você quer dizer com isso?
  • Assim, nos Estados Unidos os carros são maiores, as coisas são mais fáceis. Falou ele.

Respondi que tento e me esforço para tomar decisões baseadas mais em propósitos do que  nas facilidades das circunstancias. Se facilidade é um fator determinante para suas decisões, beleza! Então sua vida irá no sentido de ir na direção do mais fácil, mais confortável, mais conviniente, mais simples, mais gratificante, se é isso que queres, boa sorte!

A busca pela facilidade é tamanha que neste lugar, para onde estas indo  seu caráter não será confrontado, seus músculos  não serão  intencionalmente incomodados, sua dieta será com gratificação imediata garantida, seu sono não terá interrupção, você será servido e paparicado todos os dias, o dia todo, e aí sim, tu serás mais um na multidão.

Pessoas que querem ser influentes sem terem sua essência transformada, querem seguidores para mostrar que fazem mais do mesmo, com contribuições totalmente insignificante ao próximo, simplesmente porque estão remoendo mais do mesmo, só que com um slide de cor diferente, entende?  Repetem o que ouviram repassando ou vivendo “slides” de outras vidas.

O chato disso tudo, é que você acaba conseguindo exatamente o que procurou e se esforçou tanto para ter, uma vida irrelevante!  E acabarás não inspirando ninguém, não confrontando ninguém.  Ti orgulharás de ti mesmo porque sua membresia no clube foi renovada, trocou de carro e a cor do seu cabelo.

Mas tua essência não mudou, você não amadureceu. Você vai passar pela vida  de muitos e será lembrado como…Quem mesmo? “Pera aí…”

Isso pode ter sido sua decisão. Eu quero, porém sugerir que as coisas mais gratificantes e tudo que vale a pena na vida, é no sentido oposto, o que vale a pena é contra o vento, é difícil, é desconfortável, é dolorido, é incomodo,  e não é imediato.  Um casamento bom, leva tempo, um corpo saudável requer esforço e incomodo.

Como você será lembrado? Como a pessoa que marcou minha vida? Porque viveu uma vida de propósito? A mulher talentosa que decidiu ficar em casa e começou um blog para servir mães jovens? A voluntária do asilo ha 10 anos, o professor ou professora da escola dominical por 30 anos?

Tome a decisão hoje de ser a pessoa que você gostaria de ser amanhã

Abraço!